Amara Rocha era funcionária técnica da UFRJ, com pós-doutorado em Estudos Culturais pelo Programa Avançado de Cultura Contemporânea (PACC), da UFRJ, e doutorado em História Social pela UFRJ. Ela faleceu no último dia 5 de março. Até então atuava como pesquisadora do Programa Avançado de Cultura Contemporânea (PACC/UFRJ), onde participou de grupos transdisciplinares de pesquisa e foi professora do Curso de Extensão Universidade das Quebradas, além de ser editora executiva da Revista Z Cultural. Atuou ainda vários anos como professora da rede municipal de ensino do Rio de Janeiro.  A notícia entristeceu a todos do PACC que tiveram o privilégio de conviver com ela.

A seguir, homenageamos a memória de Amara Rocha com depoimentos de colegas e texto de seus alunos.

# Heloisa Buarque de Hollanda

“Difícil falar alguma coisa que preste nesse momento. Só me lembro que 2011 foi um ano lindo pra ela: se encontrou e se realizou profissionalmente com a coordenação do Polo de Manguinhos e na CEU; amou e se casou. Ela estava sorrindo mais do que de costume. Amara, tão querida, tão linda, viveu seu último ano como gostaria de ter vivido sempre. E isso nos consola.”

# Numa Ciro, vice-coordenadora da Universidade das Quebradas

“Nós sabemos a grande perda que representa a sua partida. Ela nos deixa as lembranças mais preciosas de afeto e delicadeza, e um exemplo de dedicação à pesquisa, ao ensino, de respeito aos alunos e rigor ético.”

Os alunos também fizeram textos em sua memória:

# Feijah´N

“Triste fato a lamentar,
Da ida de uma flor
Que caiu como um Condor
Que esteve sempre a nosso dispor
Com palavras irmanadas
Alicerçando a nossa jornada
Que eu, você, ou seja lá outro na UQ
Nos façamos melhor nesse viver
Pois, do amanhã… Só restará o que estivemos a dar
Se só recebemos, até compreendo… Mas se pouco damos
Pensemos como vivemos
Mas, AMARA. Que tanto nos amara até o fim
Se foi e deixou-nos um exemplo
Que na UQ usou como um templo
De tranqüilidade ao ensinar
Interferindo ao ajudar
Colocando-se no ampliar
Em tudo que seremos e fazemos
Nos molhando com seu suave sereno
Acalmou-nos ao extremo
Espero que isso…
Seja o que em 2012 viveremos”


# Graça Carpes

Uma luz e carinho, daqui.

E ARTE, sempre…
Sabemos que ela gostava!

“O voo de Amara”

Amara possuía uma

arara

verde de

esperança

outros

céus hoje

Amara

alcança


# Tom Rodrigues

“AMARA”

Amará a vida depois de perdê-la –
Amará – AMARA sim , amará, la décima, acima da lua e das estrelas, amará + q tudo.
Mesmo quando tudo se torna nada
Mesmo quando o nada, pra poucos é tudo
AMARA amou os estudos, livros, quebradeiros filhos, mesmo quando o mundo julga-os de inútil
AMARA + Q guerreira
Apenas em uma noticia nos encheu de tristeza
Em um único marcante momento
A lagrima escorreu por fora rasgando e perfurando por dentro
Quebrou quem quebrava, os adotivos quebradeiros
Porem uff ha porem a sua luta, sabedoria e conhecimento tornamos herdeiros
Mesmo sem ossos, sem carne, sem pele, separará VC desse imortal coletivo.
Suas palavras, sua imagem e lembranças, é UQ nos deixas + VIVOS
Es espelho, es projeto de vida a ser seguindo
Impossível abandonar a caneta, arte, poesia os estudos os livros, após ter ti conhecido
Grato ao seus pais e a Deus, por vc ter existindo
Em um bom lugar Descanse em paz, A UQ, O RIO DE JANEIRO, O BRASIL, TE AMAMOS D+.
Descanse em PAZ