No próximo dia 10 de maio, quinta-feira, acontece o II Encontro do Pós-Doc PACC.  Dessa vez, vamos ter três trabalhos em debate. Vejam  a programação:

14h Abertura

  • Assuntos gerais e definição da programação dos próximos encontros (14 JUN, 16 AGO, 13 SET, 18 OUT, 22 NOV e 06 DEZ).

14h15 “Uma Cartografia da (Pós) Colonialidade: O Caso Afrobrasileiro em Perspectiva”, por Heloisa Toller Gomes. Supervisão: Heloisa Buarque de Hollanda e Ilana Strozenberg

  • Resumo: a pesquisa procura mapear manifestações culturais afrobrasileiras, examinando a sua repercussão no meio social.  Para tanto, a pesquisa enfoca as diretrizes, continuidades, rupturas e nuances do processo do colonialismo europeu nas Américas em geral, no Brasil em particular. Como suporte crítico para esta investigação, recorro à recente crítica pós-colonial, buscando desenvolver uma reflexão especialmente atenta às peculiaridades da colonialidade lusobrasileira, com seus traços e resquícios ainda hoje visíveis.  Enfatizando a contemporaneidade e a produção cultural em nosso país, a pesquisa abre-se também, e necessariamente, para o passado, com um viés multidisciplinar e comparatista na abordagem de fenômenos discursivos.  Inserindo-se na linha Cultura e Desenvolvimento, a pesquisa busca empreender uma crítica sociocultural que enfatize o grau de alcance de discursos alternativos em relação aos cânones hegemônicos, e discute a sua operacionalização

15h “Produção literária afro-brasileira e sua difusão por meio digital”, por Maria Carolina de Godoy. Supervisão: Heloisa Buarque de Hollanda

  • Resumo: A pesquisa da literatura afro-brasileira insere-se no contexto dos estudos culturais e propõe o debate acerca da revisão de critérios para o estudo das obras que se situam fora do eixo do estabelecido cânone literário. A própria revisão desse cânone está pressuposta ao abrirmos novas perspectivas e olhares para as produções literárias provenientes de grupos capazes de integrar todas as artes, além da literária, em torno de posicionamentos que pretendem promover não só mudanças sociais profundas, mas também transformações nas concepções tradicionais da arte e, consequentemente, nas teorias que abordam essas representações. Ao considerarmos, além disso, os novos meios de produção e divulgação da arte, observamos a necessidade cada dia mais evidente de discussões em torno de temas, algumas vezes excluídos do campo artístico, como mercado, consumo cultural e inclusão social na produção literária contemporânea. A pesquisa pretende, portanto, refletir sobre a literatura afro-brasileira ao lado da importância do meio digital para difusão desses escritores.

15h45 Intervalo para coffee-break

16h “Literatura Eletrônica e Literatura Expandida e Narrativa Digital e Literatura Ergódica e Literatura Born Digital e Digital Storytelling e…”, por Fernanda Gentil de Mello e Silva. Supervisão: Cristiane Costa

  • Resumo: pesquisa sobre as tendências e perspectivas abertas na relação entre criação literária e as tecnologias digitais. Narrativas Digitais apresenta e discute as novas linguagens que vêm emergindo, a partir de uma estética renovada que aproveita os recursos e contextos dos meios digitais, incluindo exemplos de narrativas realizadas por brasileiros, e que modificam os usos, a recepção e os caminhos do campo literário e editorial.

O  encontro será no salão Eletrobrás do Colégio Brasileiro de Altos Estudos da UFRJ, à Av. Rui Barbosa, 762, Flamengo.