No intuito de promover a reflexão e contribuir para a formulação e aperfeiçoamento das políticas para as artes em âmbito nacional, a Fundação Nacional de Artes, em parceria com a Secretaria de Cidadania e Diversidade Cultural do Ministério da Cultura, realiza o II Encontro Funarte de Políticas para as Artes.

Nesta segunda edição, o evento terá como foco dos debates as Interações Estéticas em Rede, ou seja, o conjunto de interações e experiências nos diferentes segmentos e realidades no campo da arte que se realizam num processo colaborativo e inovador entre artistas, sociedade, instituições públicas e privadas, pontos de cultura e demais redes de intercâmbio e experimentação com as quais o artista se relaciona e interage.

Entre os trabalhos que serão apresentados, está Cultura (S) e Arte (S): Um (novo) debate sobre estéticas (S), de Lucas Leal, onde o autor discute “conceitos de ‘estética’ artístico-cultural para compreender aspectos políticos, filosóficos e pedagógicos sobre a arte, tomando Tomamos como base um estudo de caso, feito no Projeto de extensão Universitária Universidade das Quebradas da UFRJ, que há três anos forma gestores de cultura e arte contemporânea na cidade do Rio de janeiro com sujeitos oriundos de comunidades populares. Suscitam-se o pensamento de Buarque de Hollanda (2004) sobre os Estudos Culturais e a animação cultural, considerações base para o Programa Avançado de Cultura Contemporânea (PACC/UFRJ). A principal questão debatida é a passagem da cultura moderna para a contemporânea (ou “pós-moderna”). Para construção do debate, selecionamos questões da terceira crítica de Kant sobre a faculdade de julgar o belo.”, conforme informa o resumo do artigo. Clique aqui para ler o artigo na íntegra.

O acontece até de 12 a 14 de novembro, das 10h às 18h, no Palácio Gustavo Capanema (Rua da Imprensa, 16 – Centro, Rio de Janeiro RJ)

> Confira a programação completa

Abaixo, a mesa onde se apresenta Lucas Leal, que é historiador, ator e diretor – Mestrando no Programa de Pós-graduação em Educação pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO – Graduando em Bacharelado em Artes Cênicas (Teoria do Teatro) na mesma Instituição de ensino

DIA 13 DE NOVEMBRO

Painel II:  arte, difusão e formação de público

14h-16h

Auditório Muniz Aragão, 7º andar, Palácio Gustavo Capanema

Lucas Leal. Cultura (S) e Arte (S): Um (novo) debate sobre estéticas (S)

Taciano Araripe Soares. O CONSUMO CULTURAL DAS ARTES NO BRASIL: UMA REALIDADE CRÍTICA

Flavia Tebaldi Henriques de Queiroz. Rede SESC de Cultura

Renate Stephanes Soboll.  Música regional brasileira no cânone do canto coral como veículo de difusão, divulgação e preservação da cultura brasileira.

Vinicius Longo. Boa Praça Encontro – Construindo modelos e práticas para políticas públicas das artes de rua